Uma viagem para o lindo Salar del Uyuni de Jipe (4 dias) – Bolívia

Escutei falar desse deserto quando estava planejando minha viagem para o Atacama. Muitas pessoas falaram que o Salar del Uyuni era lindo e que era mais bonito que o Atacama. Para quem não sabe ele é o maior deserto de sal do mundo ( mais de 13.000km ). A minha curiosidade para conhecer novos lugares é tanta que resolvi me arriscar. Remarquei minha volta do Atacama e embarquei nessa aventura. Espero que algumas pessoas leiam e sintam vontade de ir também. Vou confessar que estava um pouco receosa, visto que muitas pessoas falavam que o roteiro era bem roots e complicado.  Sendo assim, me preparei psicologicamente e fui 🙂 .

Saí de San Pedro do Atacama às 8 horas e seguimos em direção a fronteira da Bolívia ( 50km) . Embarcamos em um jipe e iniciamos a nossa viagem pelo deserto da Bolívia. No começo pensei que iria ver muita coisa parecida com o Atacama , mas isso acabou na primeira hora da viagem.

De repente chegamos nessa lagoa deslumbrante chamada Laguna blanca. Parece uma pintura né ? Como disse em outro post, as lagoas tem cores distintas porque tem minerais e algas diferentes.

laguna blanca

Outras paisagens que vimos no primeiro dia:

Geisers- Vulcões
Geisers- Vulcões
laguna verde
laguna verde

A laguna Colorada é simplesmente LINDA. É bem famosa nesse trajeto. Existem muitos flamingos no lago, o que deixa a paisagem ainda mais bonita.

laguna coloroda
laguna coloroda

Ficamos o primeiro dia em um hostel da Cordilheira Traveller bem simples. Depois posto o vídeo sobre o hostel. Ficamos sem banho nesse dia ( não tinha ducha). Além disso, não tinha energia e era bem frio rs.

No segundo dia seguimos viagem e passamos em vários lugares. Vou confessar que nesse dia nada me surpreendeu. Muitas coisas bonitas , mas nada que fizesse o UAU.

Arbol del Piedra
Arbol del Piedra

vulcao uyuni

DSC02399
Fronteira Chile/ Bolivia

DSC02382

Chegamos no hotel de sal para dormir. O hotel de sal é uma atração na viagem (chão, mesa e cadeira feitos de sal). Tenho um vídeo sobre o hotel de sal e posto para vocês verem que engraçado. Conseguimos finalmente tomar banho nesse dia 🙂

Untitled picture
Hotel de Sal
Untitled picture2
Hotel de Sal

Acordamos no terceiro dia super animados para conhecer o Salar del Uyuni. Podíamos escolher entre dois horários de saída. Acordar às 4 horas da manhã e ver o nascer do sol no salar ou acordar às 7 horas da manhã. Meu grupo infelizmente escolheu ir mais tarde 😦 . Confesso que queria ver o nascer do sol, pois dizem que é muito bonito.

Aproximadamente uma hora e meia de viagem chegamos ao Salar del Uyuni. É inexplicável quando você chega lá. O Salar se mistura com o céu e vira uma coisa só. Paramos o jipe e ficamos lá admirando aquele fenômeno da natureza. Valeu a pena o sufoco da viagem. Passamos por um pedaço do salar que tinha agua e conseguimos tirar umas fotos com reflexo (diversão garantida).

Salar del uyuni
Salar del uyuni
Salar del uyuni
Salar del uyuni
DSC02446
Salar de Uyuni

Seguimos viagem e no meio do deserto chegamos na ilha de cactos gigantes. Surreal né? Os cactos tinham mais de 3 metros de altura. Vou confessar que nessa parte da viagem me sentia dentro de um filme rs.

 clip_image022

Terminamos o dia na cidade do Uyuni e fomos conhecer o famoso cemitério de trens . Não vi muita graça nessa parte, mas os gringos adoraram.

cemiterio de trens
cemiterio de trens

Para quem ía voltar para o Atacama, começamos o trajeto de volta nesse mesmo dia. São 480 km para San Pedro do Atacama. Fizemos uma parada em Villa Mar para dormir e seguimos viagem no outro dia . Chegamos em San Pedro por volta de 11 horas da manhã, porque tivemos que passar pelas fronteiras da Bolívia e do Chile novamente.

Foi a viagem mais roots que fiz na vida ( sem banho, energia, sinal de celular, etc). Me senti literalmente ilhada, mas valeu todo o esforço porque essa viagem é linda. Conheci um pedaço da Bolívia e me perguntei várias vezes porque eles não aproveitam a beleza que tem para o turismo. O país é muito pobre. Falar sobre a minha percepção da Bolívia daria um post a parte, mas não quero prolongar demais.

Se tiverem qualquer dúvida sobre o roteiro da viagem coloquem nos comentários que eu respondo ok ?

Dicas para quem for fazer a viagem:

1) Fiz a viagem para a Bolívia pela Cordillera Traveller ( http://www.cordilleratraveller.com).  O preço é bastante justo ( 220 dólares por 4 dias, incluindo comida , hospedagem e a viagem) . É necessário agendar antecipadamente com a agência porque lota. O que me explicaram foi que existem muitas empresas fantasmas nos sites, então tem que ter cuidado em agendar com outras empresas. Se quiser ir em um passeio com mais comodidade a cordilheira oferece , porém tem que consultar com eles. Não tem nada no site.

2) No caso da Bolívia você não vai achar nos banheiros : sabonete , toalha , papel higiênico . Leve também lencinhos umedecidos ( muitos ) para o banho.

3) Levar no mínimo  300 pesos boliviano ( 150 para o parque nacional , 30 para ilha de cactos e alguns bolivianos para ir ao banheiro , tomar banho , etc ) . SIM, paga para ir ao banheiro.

4) Não tem energia nessa viagem da Bolívia então leve carregador externo para  o celular ( não é para você usar o celular porque não vai ter sinal de internet , mas pra você tirar fotos no Uyuni).

5) Levar lanchinhos para Bolívia. Como você vai depender da agência para comer e pode não gostar de atum , tomate e abacate, pode passar uma certa fome rsrsrsrs . Não levar frutas ( não pode entrar e sair da Bolívia com isso )

Escutei bastante essa música na minha viagem e resolvi colocar aqui para quem gosta 🙂

It’s time by Imagine Dragons:

“So this is what you meant

When you said that you were spent

And now it’s time to build from the bottom of the pit,

Right to the top

Don’t hold back

Packing my bags and giving the Academy a rain check

I don’t ever want to let you down

I don’t ever want to leave this town

‘Cause after all

This city never sleeps at night

It’s time to begin, isn’t it?

I get a little bit bigger but then I’ll admit

I’m just the same as I was

Now don’t you understand

That I’m never changing who I am

So this is where you fell

And I am left to sell

The path to heaven runs through miles of clouded hell

Right to the top

Don’t look back

Turning to rags and giving the commodities a rain check

I don’t ever want to let you down

I don’t ever want to leave this town

‘Cause after all

This city never sleeps at night

It’s time to begin, isn’t it?

I get a little bit bigger but then I’ll admit

I’m just the same as I was

Now don’t you understand

That I’m never changing who I am

It’s time to begin, isn’t it?

I get a little bit bigger but then I’ll admit

I’m just the same as I was

Now don’t you understand

That I’m never changing who I am

This road never looked so lonely

This house doesn’t burn down slowly

To ashes

To ashes

It’s time to begin, isn’t it?

I get a little bit bigger but then I’ll admit

I’m just the same as I was

Now don’t you understand

That I’m never changing who I am

It’s time to begin, isn’t it?

I get a little bit bigger but then I’ll admit

I’m just the same as I was

Don’t you understand

That I’m never changing who I am “